Jornada Especial Champions 2017/18 #3 – Strap Strap

Um dia depois da derrota na Alemanha, os Cavanis regressam para mais uma jornada especial onde tentamos perceber o que passou pela cabeça de Sérgio Conceição para colocar Layún e Marega em campo. E o porquê da inacreditável ausência de pressão no meio-campo e permissividade no jogo entre-linhas dos germanicos. Também coberta em grande profundidade foi a situação da presença ou não de Silva no Restelo, tão próximo do jogo da Taça e ao mesmo tempo, oh inclemência, oh martírio, tão longe. Ah, falou-se do Casillas mas só ao de leve, no biggie.


Quem quiser continuar a ouvir pelo site, tranquilo, é só usar o leitor que está embutido no post de cada episódio. Quem ouvir usando uma app, seja iTunes, Podcast Addict, Pocket Casts, Podcast Republic ou tantas outras que por aí andam, pode encontrar o Cavani aqui:

Feed RSS: http://aculpaedocavani.porta19.com/feed/mp3/
iTunes: https://itunes.apple.com/pt/podcast/a-culpa-%C3%A9-do-cavani/id1276400376 ou através da store
YouTube: https://goo.gl/QH46Ux
PlayerFM: https://player.fm/series/a-culpa-do-cavani-1512907
Stitcher: https://www.stitcher.com/podcast/jorge-bertocchini/a-culpa-e-do-cavani

3 opiniões sobre “Jornada Especial Champions 2017/18 #3 – Strap Strap

  1. Boas a todos. Acho que deram demasiada importância à mudança de GR. Concordo que foi um jogo mal planeado, ao ponto de parecer evidente que a equipa estava à espera de outra coisa do jogo. E quando assim é é difícil que as coisas corram bem. Mais ainda quando não tivemos capacidade ou intenção de mudar o jogo. Voltando ao GR: Cenário 1 – opção técnica. O homem achou que as características do Sá eram mais ajustadas a este jogo e ao adversário. Não me pareceu que tenha funcionado, mas é uma opção perfeitamente legitima. Cenário 2 – acção disciplinar ao Casillas. Para mim não faz qualquer sentido quando o Casillas está no banco. Cenário 3 – Testar e dar ao Sá experiência de champions. Entendo o conceito, mas não concordo porque não acho que fosse altura para isso e acho sempre arriscado meter um GR assim a frio. Quero acreditar que tenha sido mais ao estilo do cenário 1. Até porque foi esse o argumento utilizado pelo SC e não tenho até ao momento razões para duvidar. Alguém vai ter de pagar a factura. isso é que interessa agora. Abraço

    1. Olá André, obrigado por mais quase uma hora de paciência para nos aturar. Também ficámos com a sensação de que foi GR a mais. Culpa minha, acho eu. Mas foi o que deu desta vez, espero que ainda assim não tenha sido aborrecido. De resto, cincazero ao Paços, já a seguir.

Deixar uma resposta