Jornada 54 – Samba Mexicano

Belo jogo, hã? Três Cavanis com gigantescos melões tentam perceber se o problema foi episódico ou se há alguma chatice sistémica a enfiar-se no nosso reino. Fala-se do modelo, fala-se de panças e pancas dos Sérgios, primeiro do Oliveira e depois do Conceição, para lá do diesel do Maxi, o samba mexicano que deu uma contractura ao Corona e a possibilidade de chegar ainda mais alguém até ao final da semana.


A Culpa é do Cavani está disponível aqui:

RSS | iTunes | YouTube | PlayerFM | Stitcher

2 opiniões sobre “Jornada 54 – Samba Mexicano

  1. O Maxi vai sendo batido no espaço e na velocidade no final do jogo (naturalmente), mas acho que o muito do problema tem estado no meio campo. Neste jogo:
    – No 2º golo os dois médios centro estão muito encostados à direita e o Sérgio (ME), que no final da jogada devia estar a fechar a entrada da área, está desde a saída do Vitória pelo André André a filmar a jogada com os olhos. O Telles estava (bem) a marcar o PdL que vinha do flanco esquerdo, e quando se apercebe do Tozé quase que lá chegava.
    – No 3º o Sérgio nem dá pela presença do Davidson nas costas, nem ninguém o avisa. Ainda é o Diogo que, depois de perder o 1º duelo ainda tenta ir lá. O Oliver está pendurado no André André (na cavaqueira, a combinar uma churrascada em Vila do Conde, presumo) a 5m de distancia, nem esboça tentativa de compensar, e o Herrera nem sei onde anda.
    Bah. Entre o bom trabalho deles e algum azar e descuido nosso aconteceram, mas não acho que a culpa tenha sido dos 4 de trás.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.